• julho 18, 2024

Adolescência e puberdade

A adolescência é um período marcado por alterações físicas, sociais, psicológicas e biológicas. Portanto, é normal esperar que esse período de transição entre a infância e a idade adulta seja de certa forma “turbulento”, trazendo mudanças drásticas e conflitos na vida de um jovem e de sua família.
A Organização Mundial da Saúde estabelece que a adolescência tem início aos 10 anos de idade e chega ao fim aos 20 anos.
Já a puberdade, que diz respeito especificamente ao desenvolvimento sexual, ocorre para as meninas dos 10 aos 14 anos e para os meninos dos 12 aos 16 anos.

Adolescência e puberdade: mudanças

Todos os adolescentes passam por várias mudanças na vida, mas as experiências podem variar bastante dependendo do ambiente familiar, das condições socioeconômicas, da cultura e do lugar onde vivem.
Se durante o seu desenvolvimento o jovem puder contar com uma família bem estruturada na qual existe amor, cuidado, respeito e equilíbrio, ele certamente terá mais chances de fazer uma transição agradável para a vida adulta.
Veja abaixo 5 aspectos que passam por grandes mudanças durante a adolescência e a puberdade:

A mente do jovem

Os jovens precisam encarar uma série de questões que na infância nem eram mencionadas como a independência dos pais, a tomada de decisões a respeito da vida e da carreira, a construção e perda de laços interpessoais.
Isso exige momentos de reflexão e provoca diferentes emoções no adolescente, que às vezes pode ser incapaz de compreender e responder apropriadamente a cada situação.

O relacionamento com membros da família

Conforme a pessoa vai crescendo e passando por novas situações, ela conhece traços e aspectos das pessoas com quem convive. Passar por momentos de estresse emocional ou precisar tomar decisões importantes pode evidenciar certa perda de amparo ou falta de compreensão por parte de alguns membros da família, o que pode decepcionar o jovem e fazê-lo se afastar dos mesmos.
As figuras responsáveis – pais, tios, avós – costumam assumir uma postura diferente quando um jovem passa pela adolescência, exigindo maturidade, dando ordens, responsabilidades e fazendo cobranças. De fato, é preciso estimular o desenvolvimento e as mudanças na vida do jovem, mas pressioná-lo de várias formas e não oferecer suporte emocional pode trazer consequências bastante negativas.

As atitudes e escolhas

O adolescente precisa lidar com novas situações que o encaminham para a vida adulta como a escolha da carreira, a necessidade de fazer tarefas em casa, a conquista de um emprego e a construção de um relacionamento íntimo. Diante desse novo contexto, as características infantis não se encaixam, portanto o jovem é estimulado (ou pressionado) a desenvolver novos hábitos e maneiras de pensar, criando assim uma nova identidade.

O corpo e a imagem

O corpo do adolescente é submetido a mudanças físicas e biológicas que o mantêm em crescimento até a metade ou o fim da adolescência. Mas nessa questão também entra a puberdade, que não é a mesma coisa do que adolescência, visto que se refere especificamente ao desenvolvimento sexual.
As meninas entre os 10 e 14 anos passam por modificações que afetam principalmente os quadris, seios e órgãos genitais. Os meninos entre os 12 e 16 anos passam por modificações nas áreas genitais e notável crescimento de pelos faciais e corporais.
Todas essas mudanças podem causar desconforto com a própria imagem e desejos de modificá-la, levando os jovens a manifestar suas inseguranças de diferentes maneiras.

A ação dos hormônios

Durante a adolescência, os hormônios trabalham bastante para conseguir realizar as mudanças necessárias. A glândula pituitária assume o importante papel de secretar novos tipos de hormônios para provocar alterações nos órgãos reprodutivos.
No corpo masculino, há a ação do folículo estimulante, responsável pela produção das células que dão origem aos espermatozoides. Já a testosterona atua na mudança das características infantis para os atributos que formam um homem adulto.
No corpo feminino, o estrogênio atua nas mudanças que ocorrem nos seios e no crescimento de pelos pubianos. Já a progesterona tem a tarefa de atuar na regulação do ciclo menstrual.
Para finalizar, algumas curiosidades: a fase da adolescência só foi “formalmente” nomeada no final da década de 1890 pelo psiquiatra Granville Stanley Hall.
No entanto, o termo se tornou popular apenas depois que eventos como o nascimento do gênero musical rock ‘n’ roll e a revolução cultural ajudaram a separar os jovens de pessoas de outras faixas etárias e uní-los como grupo.

Leia o anterior

Resumo Regime Jurídico Servidores de Uberaba (LC 392/2008)

Leia a seguir

Mais de 20 recursos estilísticos da língua portuguesa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais populares