• abril 13, 2024

Prefixos e marcadores no inglês

Assim como os outros idiomas, o inglês é formado por palavras de origens diversas, boa parte destas palavras é formada por derivações que são feitas a partir de prefixos ou sufixos. Uma das principais estratégias utilizadas para o domínio da língua inglesa é o reconhecimento de padrões de prefixos e sufixos, visando descobrir o significado destas palavras no contexto em que estão inseridas.

Os prefixos são aqueles que vêm antes da palavra. Os principais prefixos no inglês são:

  • Anti (dá sentido de contra): antibiotic, antidote, anti-war;
  • Bi (dá sentido de duplicação): bicycle, bilingual, biconvex;
  • Dis (dá sentido de oposto, negação ou contrário): dislike, disable, dismont;
  • Ex (dá sentido de passado): ex-friend, ex-husband, ex-work;
  • In, Im, ir (dá sentido de negação): incorrect, impossible;
  • Inter (dá sentido de entre): Interact. Interchange, interaction;
  • Mid (dá sentido de metade): midday, midfade, midfield;
  • Non (dá sentido de negação): nonallergic, nonacid;
  • Under (dá sentido de subposição): undersea; undertale; undercooked.

Estes são apenas alguns exemplos dos prefixos no inglês, com o passar do tempo e com o domínio da língua você perceberá uma infinidade deles.

Sufixos

Já os sufixos são aqueles que vêm depois da palavra. Os principais sufixos no inglês são:

  • Ness (indica estado ou qualidade): sickness, hardness, selfishness;
  • Full (indica grande quantidade): artful, hopeful, powerful;
  • Less (indica alguma falta): colorless, painless, topless;
  • Able ou ible (formam verbos): Acceptable, Breakable, Responsible;
  • Est (indica que é mais ou maior): biggest, fastest;
  • Ly (formam advérbios): Actually, Carefully, Finally;
  • Hood (indica o estado de um ser ou objeto): Boyhood, Neighborhood, Motherhood.

Marcadores no inglês

Já os marcadores na língua inglesa são também chamados de conectores e é um tema recorrente em diversas provas e concursos. Os marcadores são palavras que dão ideia de adição, causa, consequência, tempo, sequência e etc em um discurso.
Na maioria das vezes só é identificado os marcadores básicos, como por exemplo: but (significa “mas”, dá a ideia de diferença) e and (significa “e”, dando a ideia de adição). Porém, observe que but pode ser facilmente substituído por:

  • Nevertheless (mesmo assim);
  • However (porém, entretanto, contudo);
  • Although/ even thoug (apesar disso);
  • While (enquanto);
  • Yet (ainda assim)
  • On the other hand (por outro lado).

Essas palavras são os conectores e em uma frase, o que muda é a posição em que ele fica (o sentido permanece o mesmo). Observe os exemplos a seguir:

  •           I need to learn how to cook, but it’s difficult.
  •           Learn how to cook it’s difficult, yet a need.
  •           Learn how to cook it’s difficult, nevertheless a i need learn.

Ou seja, os conectores podem ser identificados de diversas formas e existem inúmeros conectores que podem dar sentido a uma única frase (os mais comuns em discursos são by the way, on the other hand, in addition e etc).
A dica é consultar tabelas de conectores (como essa aqui, elaborada pelo professor Ricardo Schütz) e ir se familiarizando aos poucos com o assunto.

➥ Assine nosso Portal de Simulados para Professores: ( Link )

Leia o anterior

Teoria Geral do Serviço Público

Leia a seguir

Noções de Administração de Pessoal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais populares