• julho 17, 2024

As pessoas do discurso: quais são as 3 categorias fundamentais

as pessoas do discurso, pessoas do discurso, dicas de português

as pessoas do discurso, pessoas do discurso, dicas de português. Foto: Canva Pro

A língua portuguesa possui uma série de detalhes que devemos aprender de verdade, para que possamos nos comunicar da forma mais correta possível. Um desses detalhes é o entendimento das pessoas do discurso. Por ser muito cobrada e necessária, essa teoria está presente em qualquer gramática normativa que se preze.

As pessoas do discurso são termos utilizados para indicar a posição que uma pessoa ocupa em um discurso: se é quem fala, se é quem ouve ou se é de quem se fala. Existem três pessoas do discurso: a 1ª pessoa, a 2ª pessoa e a 3ª pessoa.

É importante ressaltar que as pessoas do discurso não se limitam aos pronomes pessoais. Os verbos também indicam a pessoa do discurso a partir de suas desinências.

Por exemplo, no verbo “ir”, a 1ª pessoa do singular é “vou”, a 2ª pessoa do singular é “vas”, a 3ª pessoa do singular é “vai”, a 1ª pessoa do plural é “vamos”, a 2ª pessoa do plural é “ide” e a 3ª pessoa do plural é “vão”.

As pessoas do discurso são um elemento importante da gramática da língua portuguesa, pois permitem que o falante estabeleça uma relação com o interlocutor e com o alocutado. Veja mais detalhes abaixo.

O que são pessoas do discurso

As pessoas do discurso, também conhecidas como pessoas verbais ou gramaticais, são as pessoas que indicam a posição de uma pessoa em conversas ou falas, ou seja, na comunicação de forma geral.

O assunto é bem simples, mas há alguns pequenos detalhes ao qual devemos nos atentar. É importante também ter um bom conhecimento relacionado ao assunto ‘’Pronomes Pessoais do caso Reto’’, já que estes são usados para fazer a indicação direta das pessoas do discurso.

Quando usamos as pessoas verbais é necessário saber que elas variam em número, podendo ser uma pessoa do singular ou plural, variando da primeira até a terceira posição.

A 1ª pessoa é aquela que faz a indicação de quem está falando, a 2ª pessoa é aquela que indica com quem estamos falando e a 3ª pessoa é aquela que faz a indicação de quem se fala.

Veja a seguir com quais pronomes você deve usar as pessoas do discurso.

  • 1ª pessoa: eu e nós
  • 2ª pessoa: tu e vós
  • 3ª pessoa: ele e eles

Como usar as pessoas do discurso

Para que você possa entender de forma bem prática como usar as pessoas do discurso, é necessário entender que as pessoas variam na forma singular e no plural. Veja os exemplos a seguir.
– Forma singular

  • 1ª pessoa: “Eu gosto de feijão.”
  • 2ª pessoa: “Tu gostas de feijão?”
  • 3ª pessoa: “Ele gosta de feijão.””

– Forma plural

  • 1° pessoa: “Nós gostamos de feijão.””
  • 2ª pessoa: “Vós gostas de feijão?”
  • 3ª pessoa: “Eles gostam de feijão.”

Diferença entre as pessoas do discurso

– Pessoa do singular

Como falamos anteriormente, na forma singular temos os pronomes “eu”, “tu” e “ele/ela”. O pronome “eu” indica que há apenas um emissor da mensagem, o pronome “tu” indica que existe um ouvinte da mensagem dita pelo emissor e o pronome “ele/ela” indica que existe uma pessoa que é o assunto da mensagem dita pelo emissor.

– Pessoa do plural

Na forma plural temos os pronomes “nós”, “vós”, “eles/elas”. O pronome “nós” faz a indicação de que há mais de um emissor da mensagem, o pronome “vós” indica que há mais de um ouvinte da mensagem e o pronome “ele/ela” indica que na mensagem existe mais de uma pessoa a ser citada como assunto pelo emissor.

Pessoas do discurso e os pronomes pessoais do caso reto

As pessoas verbais são representadas pelos pronomes pessoais do caso reto. No entanto, elas podem ser indicadas por meio das desinências verbais. Nesse caso, ocorre a ocultação do pronome e ele se torna o sujeito oculto na frase.

  • Indicação pela utilização do pronome pessoal do caso reto

Exemplo: Ontem, eu fui ao shopping comprar um presente para a minha mãe.

  • Indicação pela utilização da desinência verbal

Exemplo: Ontem, fui ao shopping comprar um presente para a minha mãe.

Pronome informal “você”

O pronome de tratamento “você” é um tratamento informal e faz referência à 2ª pessoa da gramática, sendo este podendo ser substituído pelo pronome pessoal do caso reto “tu”.

Porém, mesmo assim ele faz concordância com a 3ª pessoa da gramática. Exemplo: “Você quer ir ao cinema comigo?”

Flexão das pessoas do discurso

Além de se flexionar em número, as pessoas do discurso se flexionam também em pessoa, ou seja, ela pode se flexionar de acordo com os pronomes possessivos e demonstrativos.

Leia o anterior

A lei do Pregão

Leia a seguir

Fundamentos filosóficos, psicológicos e pedagógicos da educação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais populares