• abril 14, 2024

O que são: porcentagem, juros simples, capital, tempo, taxas e montantes

Neste artigo, você compreenderá de uma vez por todas alguns dos conceitos básicos de Matemática mais utilizados no mundo. E não são mais utilizados na escola. Estamos falando de mais utilizados na vida, em praticamente todos os nossos momentos. São eles: porcentagem, juros simples, capital, tempo, taxas e montantes.

O que são: porcentagem, juros simples, capital, tempo, taxas e montantes

Porcentagem: é uma razão ou proporção em uma das grandezas, tendo como referência o número 100. Exemplo: para se descobrir quanto será 8% de 500, será necessário calcular 8/100×500= 40, portanto, 8% de 500 é igual a 40.

Juros simples: são aqueles juros que incidem apenas sobre o valor principal, gerados em cada período, de forma que não haja mais juros incididos sobre esses juros (se houvesse, seriam juros compostos). Então, para calcularmos os juros simples temos a fórmula:

J= P.i.n., onde J significa Juros, P significa o valor principal, i é a taxa de juros e n é o período.

Capital: é o valor aplicado por alguma operação financeira. Também diz-se Principal, isto é, o dinheiro ou moeda que está sendo negociado na situação.

Tempo: é o período de referência, ou seja, o numero de meses, dias ou anos que o capital será negociado ou aplicado. É o período em que a negociação ficará ativa.

Taxas e montantes: as taxas são a razão entre o juro e o capital (J/C) e são responsáveis pela rentabilidade de uma operação financeira. Normalmente as taxas são expressadas em forma de porcentagem.

E os montantes são o valor acumulado em determinado período ou seja, o capital inicial mais o valor gerado pelos juros em determinado período.

Exemplos desses conceitos

Em um exemplo simples podemos abordar todos esses conceitos:

Pedro foi ao banco e pegou R$ 800,00 com a taxa de juros de 3,2% a.m. (ao mês). Após 10 meses Pedro quitou o empréstimo. Queremos saber quanto Pedro pagou de juros.

Para calcularmos a taxa de juros devemos dividir 3,2/100 = 0,032, portanto, a taxa é de 0,032%.

Calculando o juro: J= 800×0.032×10

Temos então que a taxa cobrada na forma de juros foi de 3,2% a.m.

Então, nesse exemplo, o juros acumulados no período foram de R$ 256,00.

O capital ou principal foi R$ 800,00.

E o tempo foi o período de 10 meses.

Então Pedro pagou R$ 256,00 de juros.

Para sabermos o montante ou quer total que Pedro pagou é só somar 800+256= 1056, então no total Pedro pagou R$ 1.056 pelo empréstimo, 10 meses após ter contraído a dívida.

Nesse caso, o montante tem o valor de R$ 1.056,00.

➥ Assine nosso Portal de Simulados para Professores: ( Link )

Leia o anterior

Código de Organização Judiciária do Estado de Pernambuco: resumo

Leia a seguir

Lei dos Tóxicos: um resumo sobre a lei nº 11.343/2006

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais populares